Vigilantes do RN entram em greve e bancos fecham as portas

Os vigilantes patrimoniais do RN decidiram, por unanimidade, na ultima quarta-feira (25) durante assembleia da categoria, darem inicio a greve a partir de hoje (2). Com isso, várias agências não realizaram atendimento ao público nesta segunda por falta de vigilantes para trabalhar. Cerca de 70% dos servidores aderiram à greve no Rio Grande do Norte.

A principal reivindicação da categoria é o aumento de salário de 12%, além do ajuste de 15 reais para o vale alimentação, e assim, garantir a pauta de discussão em negociação com os patrões. Em contrapartida, os empresários ofereceram um vale alimentação no valor de R$ 4 para o ano de 2017, e um aumento de 6,23% nos salários, índice abaixo da inflação.

Para o representante da Confederação Nacional dos Vigilantes, Jervalino Rodrigues, que também é presidente do Sindicato dos Vigilantes do Distrito Federal, o Rio Grande do Norte é um dos poucos estados onde o vigilante não recebe vale alimentação e esse direito só será conquistado através de muita luta.