Carta fora do Baralho: ALRN aposenta a Dama de Espadas

Rita

Absurdo: O Diário Oficial da Assembleia Legislativa do último sábado (16), trouxe a publicação da aposentadoria da procuradora Rita das Mercês.

A dama de espadas, ou Ritinha, como é mais conhecida, é a principal investigada da operação Dama de Espadas, operação deflagrada pelo Ministério público que investiga o desvio de mais de R$ 5 milhões da Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Norte. Ritinha ocupou o cargo de Procuradora-Geral da Assembleia até 2015, quando foi deflagrada a Operação.

De acordo com o MP, a Operação Dama de Espadas, é uma refinada associação criminosa composta por alguns servidores públicos do órgão, com auxílio de um gerente do Banco Santander, se utilizavam de “Cheques Salário” como forma de desviar recursos em benefício próprio ou de terceiros.
Os desvios eram operacionalizados por meio de inserção fraudulenta de pessoas na Folha de Pagamento da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte para que fossem emitidos “cheques salários” em nome desses servidores fantasmas.
Os cheques eram sacados, em sua maioria, pelos investigados ou por terceiros não beneficiários, com irregularidade na cadeia de endossos ou com referência a procurações muitas vezes inexistentes.
Os valores desviados dos cofres da Assembleia Legislativa em favor de tais servidores contabilizam o montante de  R$ 5.526.169,22 (cinco milhões, quinhentos e vinte e seis mil cento e sessenta e nove reais e vinte e dois centavos)