Sem quorum, sessão de afastamento do Presidente da Câmara Jório Nogueira fica para amanhã

Câmara-Municipal-de-Mossoró-vazia

A oposição ao presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Jório Nogueira (PSD), contava 13 votos para aprovar o seu afastamento do cargo. Dois votos a mais do necessário.

Mas, a sessão não aconteceu. O plenário foi esvaziado.

Uma estratégia de última hora paralisou os trabalhos e, por falta de quorum em plenário (apenas nove vereadores compareceram ao plenário), o processo será votado na sessão desta quarta-feira (18), às 10h.

O grupo iria discordar do parecer do relator, vereador Heró Silva, que é favorável a Jório Nogueira. Na comissão processante, o parecer foi aprovado por 2 a 1. O voto contra foi do vereador Tomaz Neto (PDT).

No plenário, Jório Nogueira perderia. Daí, a estratégia de adiar a votação para amanhã. O plenário, inicialmente, ficou vazio. Os vereadores se reuniram à portas fechadas e, ao final, decidiram esvaziar a sessão.

O presidente ganha tempo para se articular e evitar a aprovação do seu afastamento.

O processo se refere ao não pagamento da verba de gabinete, no período em que o TCE-TN ainda não havia se pronunciado; e a não prestação de contas em plenário, previsto no regimento da Casa. Fonte: Cesar Santos