TCE-RN aponta irregularidades na Assembleia Legislativa e pede devolução de R$ 86 milhões

Auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte (TCE-RN) aponta irregularidades na folha de pessoal da Assembleia Legislativa e pede a devolução de R$ 86 milhões. O ressarcimento deve ser feito pelos ex-presidentes Robinson Faria (PSD), atual governador do Estado, deputado Ricardo Motta (PSB), e o atual presidente Ezequiel Ferreira (PSDB).

O relatório da auditoria número 002/2016, com 218 páginas, investigou documentos relativos ao dispêndio com os servidores, efetivos e comissionados, de janeiro de 2006 e a abril de 2016, verificando uma série de irregularidades. Nesses 10 anos, a Assembleia Legislativa pagou R$ 1,5 bilhão de folha de pessoal.