Prefeito reeleito no município Potiguar do médio oeste, corre o sério risco de não assumir o segundo mandato.

luiz-jairo

 

O prefeito de Upanema, Luiz Jairo Bezerra de Mendonça, reeleito no último dia 02 de Outubro de 2016, corre o sério risco de não assumir o segundo mandato que inicia-se no próximo dia 1º de janeiro de 2017.

O possível fato decorre de ação judicial por captação ilícita de sufrágio (art. 41-A da Lei n. 9.504/97) nas eleições municipais 2016, em trâmite na 49ª Zona Eleitoral, qual tem a frente da condução dos trabalhos da justiça eleitoral, o digníssimo juiz de direito Antônio Borja de Almeida Junior.

Segundo o site do TRE/RN, no processo n. 0000131-02.2016.6.20.0049, a ação foi protocolada em 27 de Outubro do corrente ano, no entanto, é de se estranhar que até a presente data, não foi encontrado pela justiça eleitoral local, o principal promovido na ação judicial, o prefeito Luiz Jairo.

Integrantes do grupo opositor ao prefeito, acredita que ele (prefeito), esteja se escondendo dos servidores da justiça eleitoral, a fim de ganhar o máximo de tempo possível e assim, arrastar o processo por tempos indefinidos e sem qualquer decisão.

É importante que a justiça eleitoral da 49ª Z.E., dê a máxima prioridade que se espera aos seus processos em trâmite e que tratam das eleições municipais de 2016, sobretudo, aqueles em que põe em dúvida a regularidade dos mandatos dos próximos agentes políticos que serão empossados no cargo no primeiro dia do ano de 2017.