Robinson Faria diz não ter dinheiro para pagar dentro do mês e auditores rebatem: “é decisão política”

Os auditores fiscais paralisaram as atividades na manhã desta sexta-feira (25) em Mossoró, acompanhando o movimento em todo o Estado do RN.

Pressão para ter os salários atualizados.

A categoria está inserida no grupo de servidores estaduais que completarão dois meses de salários atrasados no próximo dia 30.

O governador Robinson Faria (PSD) anunciou que pagaria apenas uma parcela de R$ 4 mil para quem ganha acima desse valor. O pagamento está previsto para a próxima quarta-feira.

Segundo o presidente do Sindicato dos Auditores Fiscais do Tesouro do Estado do Rio Grande do Norte (SINDIFERN), Fernando Freitas, a categoria está bastante indignada.

“Somos responsáveis pela arrecadação do Estado. Sabemos exatamente como estão as receitas. Só este ano já ingressaram aos cofres públicos mais de R$ 5 bilhões. Tivemos dois recordes de arrecadação de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), principal imposto. O repasse do FPE (Fundo de Participação dos Estados) também teve crescimento real.”, relata ele.

Diante da pressão, o governador abriu brecha na sua agenda e vai receber representantes do fisco estadual às 12h.